Dezembro Laranja: Prevenção e Diagnóstico do Câncer de Pele

Uma parcela relativamente grande da sociedade brasileira crê que a pela mais bonita é aquela beijada constantemente pelo sol. Se você for à praia nesse exato momento vai conseguir vê centenas de pessoas almejando aquele bronze típico da moça do corpo dourado, do sol de Ipanema de Tom Jobim. Mas você sabia que laranja foi à cor escolhida pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) como símbolo da campanha contra o câncer de pele tendo como referência o tão sonhado bronzeado?

O dezembro laranja foi um movimento que teve sua origem dentro da Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer de Pele, além de ser apoiada pelo governo. Assim, durante o último mês do ano, instituições públicas e privadas ajudam a SBD promover informações e estimular a sociedade quanto os principais meios de prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer de pele. Durante o mês de dezembro inteiro os principais monumentos do país recebem a coloração laranja como parte da iniciativa de conscientização, entre outras diversas atividades realizadas.

Câncer de pele

Como detectar se tenho ou não câncer de pele?

Achei uma pinta nova! Preciso ir ao dermatologista URGENTE!

Prevenção!

O câncer de pele é uma doença cuja cura é potencializada, na maioria dos casos, quando detectado em seu estágio inicial, ou seja, de modo precoce. Esta disfunção é ocasionada pelo crescimento anormal e descontrolado das células que compõem a pele. Essas células se dispõem em camadas que, quando afetadas, designam os diferentes tipos de câncer de pele existentes.

Esta doença pode ser categorizada como melanoma ou carcinomas, este último é o tipo que mais afeta a sociedade atualmente. 

Antes de qualquer coisa é fundamental que a pessoa possua conhecimento com relação a sua própria pele, como a localização de pintas e qual aspecto possuem, uma vez que auxiliará muito caso haja alterações na pele que causem suspeita de câncer.

No começo, o câncer de pele pode ser confundido com uma pinta, uma pequena alergia ou uma alteração desconhecida na pele. Contudo, somente com um exame clínico, dermatoscopia ou biópsia, realizado por um dermatologista capacitado pode afirmar com certeza se o diagnóstico é cancerígeno ou não.

Não é assim. Tenha calma!

O Centro Clínico Matsumoto possui um macete para ajudar no momento de desconfiança de uma alteração recente que aconteceu com a pele, é a metodologia ABCDE. Preste atenção nos seguintes aspectos da nova pinta:

  • Assimetria
  • Bordas
  • Coloração
  • Diâmetro
  • Evolução

Caso a sua nova pinta seja assimétrica, com bordas irregulares, diversas tonalidades e um diâmetro maior que 06 milímetros, as chances de ser um câncer de pele são altíssimas. Não fique na dúvida, consulte um dermatologista!

O melhor meio de remediar o câncer de pele é se prevenindo! Existem diversas coisas que uma pessoa pode fazer para evitar a ocorrência desse câncer tão comum no Brasil. Algumas dicas:

  •    Usar de filtros solares diariamente, com direito a reaplicação durante o dia
  •    Usar chapéus, bonés e óculos escuros
  •    Proteger a pele de bebês e crianças
  •    Evitar a exposição solar entre 10 e 16h

 

Não brinque com a sua saúde! Faça sua parte e proteja-se!

Whatsapp
(61) 3631-1029Formosa